22 maneiras de economizar energia: dicas práticas e eficientes  

O Brasil é um dos países que mais desperdiça energia elétrica, segundo informações da ANEEL, o desperdício de energia elétrica no país pode chegar a 16 bilhões de reais, entre produção e consumo. Por isso, é importante saber economiza energia e evitar gastos desnecessários.

Abaixo foram selecionados 22 dicas de como economizar em sua conta de luz. Com elas você vai conseguir reduzir o valor da sua fatura de concessionárias como CEMIG, EDP, CPFL, CELESC, ENEL, entre outros.

1: Use lâmpadas de LED: até 80% de economia

Uma lâmpada de LED consome 80% menos que uma lâmpada convencional, por isso é uma das melhores opções para quem deseja economizar na conta de luz.

Uma lâmpada de LED tem vida útil de até 25 mil horas, bem mais do que uma incandescente (1000 horas) ou uma fluorescente (10 a 15 mil horas). 

Mas, é importante destacar que esse desconto (80%) não será aplicado no total da conta, ele é relativo apenas a economia se comparado a uma lâmpada incandescente. 

Vantagens de trocar a lâmpada convencional pela de LED, além da economia:

  • Não esquenta;
  • Vida útil muito maior;
  • São os modelos mais sustentáveis do mercado;
  • Diversidade de modelos.

2: Junte a roupa para lavar: até 50% de economia 

É possível economizar até 50% juntando as roupas para lavar e criando uma rotina de lavagem. Por isso, não use a maquina com pouca quantidade de roupa, pois o gasto de energia é sempre o mesmo.

Essa dica vale tanto para a economia de luz quanto a de água. O único cuidado adicional é não misturar roupas coloridas com brancas, dessa forma, você evita manchas.

Note que essa economia é referente a máquina de lavar roupas e não à conta inteira.

Outras dicas para economizar lavando roupa:

  • Evite processos de pré-lavagem 
  • Regule a quantidade de água
  • Reaproveite a água para outras lavagens
  • Use um sabão adequado 
  • Faça a manutenção do aparelho

3: Tome banhos mais curtos: até 10 minutos, economize até 50%

Um banho, que dura em média 20 minutos, gasta cerca de 2 kWh, o que pode não parecer muito, mas em um mês serão 60 kWh por pessoa, o que pesará na conta. Se o tempo do banho for cortado plea metade, o gasto com o chuveiro também será.

Um banho de 10 minutos é suficiente para se limpar adequadamente. Mas no caso de precisar tomar um banho mais longo, use a posição verão ou ao menos desligue a ducha para se ensaboar.

Usando essa técnica, o desconto de 50% será sobre o valor relativo ao chuveiro e não a conta inteira.

Como economizar no banho

  • Use o modo verão
  • Feche a ducha para se ensaboar
  • Prefira o sistema de aquecimento solar

4: Junte a roupa para passar: Até 50% de economia 

É possível fazer uma economia de até 50% ao juntar as roupas e passa-las todas de uma vez. Isso se deve ao fato de que o que mais gasta energia é o processo de aquecimento do ferro, ou seja, o ideal é aquece-lo uma unica vez.

Essa dica pode ser incorporada à rotina de lavagem das roupas, ou seja, lavar as roupas uma vez por semana e já passá-las na hora de guardar, não esperar o dia de sair.

Esse desconto não será aplicado em toda a conta, apenas no gasto que seria referente ao ferro de passar.

Veja outras dicas para economizar energia com o ferro de passar roupa:

  • Não ligue o ferro durante o uso de outros aparelhos eletrônicos, pois ele sobrecarrega a rede
  • Regule a temperatura conforme o tecido
  • Escolha um modelo com selo Procel A
  • Forre a tábua de passar com uma folha de alumínio 

5: Racionalize o uso do ar-condicionado: Até 50% de economia

Um ar-condicionado pode gastar mais de 6 mil kWh, dependendo da potência e isso faz dele um vilão dos aumentos na conta de luz. Mas é possível reduzir esse gasto pela metade, apenas racionalizando o uso.

Se você tem uma sala pequena, não precisa do modelo mais potente, pode escolher um mais econômico. Para esse caso, um modelo de 7.000 BTUs será o suficiente.

Outras dicas para otimizar o uso de ar-condicionado

  • Evite dormir com o aparelho ligado
  • Desligue quando sair do comodo
  • Evite usá-lo em dias mais frios
  • Mantenha os filtros limpos

6: Use o chuveiro na posição verão: Até 36% de economia 

Usar o chuveiro no modo verão pode economizar até 36% na sua conta de luz. Em média, um chuveiro consome cerca de 4.500 a 6.000 watts no modo inverno. Já no modo verão, o aparelho consome algo em torno de 2.100 a 3.500 watts.

Durante os dias mais quentes do ano, considere também tomar banhos gelados, onde não haverá gasto de energia, apenas de água.

Nota: o desconto refere-se ao valor relativo ao chuveiro, não a conta inteira. Ou seja, você economizará até 36% do valor que gastaria com o chuveiro na posição inverno.

7: Desligue a TV para dormir: Economize até 30%

Dormir com a TV ligada pode aumentar em até 30% o seu gasto de energia (com a TV) e esse é o percentual que você economiza ao abandonar essa prática. Durante um mês, são acumuladas muitas horas de TV ligada durante o seu sono e isso pode representar um aumento de até R$30 na sua conta de luz.

Para quem já tem o hábito de dormir com a TV ligada, a melhor opção é usar o Timer do aparelho e programá-lo para desligar automaticamente, após um determinado tempo.

Mais dicas para economizar com aparelho de TV

  • Escolha um modelo mais eficiente
  • Só deixe ligado quando realmente for assistir
  • Desligue na tomada, não apenas no Stand-By

8: Compre eletrodomésticos mais eficientes: economia de até 30%

As etiquetas indicam a avaliação energética dos produtos, ou seja, sua eficiência. Um eletrodoméstico com etiqueta A pode consumir até 36% menos energia que modelos da categoria E, a menos econômica.

Num ar-condicionado, por exemplo, essa economia pode chegar a R$ 180 por ano.

Apenas lembre-se que esse desconto é referente ao eletrodoméstico em específico e não ao total da conta de luz.

Outras dicas para economizar com eletrodomésticos:

  • Compre de acordo com a sua necessidade
  • Mantenha a manutenção em dia
  • Troque modelos muito antigos por mais atuais

9: Desligue as luzes ao sair de um cômodo: Até 20% de economia

É possível economizar até 20% ao sempre apagar as luzes ao sair de um ambiente. Esse é um dos erros mais comuns e também um dos que mais impactam no bolso do cliente, por isso o recomendado é que você mantenha ligada apenas a lampada do comodo em que se encontra.

Com o tempo, o hábito de desligar o interruptor se torna automático, dessa forma, você não esquece de fazer.

Outras dicas de economia relacionadas:

  • Troque as lâmpadas pelo modelo de LED, pois ele é mais eficiente.
  • Apague as luzes ao amanhecer
  • Não deixe equipamentos no modo Stand-by

10: Invista em iluminação natural: Até 20% de economia 

Com essa dica é possível economizar até 20% com iluminação. Na hora da construção de uma casa, é importante projetar edificações capazes de melhor aproveitar a luz natural, pois isso vai diminuir a necessidade do uso de luz artificial, o que deixará o consumo de energia elétrica menor.

Janelas transparentes, claraboias, brises, aumento de fachadas, entre outros, são técnicas que aumentam o aproveitamento da luz natural.

Outras vantagens da iluminação natural:

  • Dá a impressão de ambiente mais amplo
  • Estimula a criatividade
  • Aumenta a produtividade

11: Evite deixar geladeira e fogão próximos: Economia de até 20%

A distância mínima entre o fogão e a geladeira deve ser de 1,2 metros, caso contrário, a geladeira podem aumentar em até 20% o seu consumo de energia. Isso acontece porque, como os eletrodomésticos tem temperaturas opostas, a proximidade deles faz com que o calor do fogão dificulte o resfriamento da geladeira, então ela tem que se esforçar mais para gelar.

Mantendo os dois afastados, você economizará 20% em relação ao que seria caso estivessem próximos.

12: Feche as portas e janelas ao usar o ar-condicionado: economia de até 20% 

Quando as portas e janelas ficam abertas durante o uso do ar-condicionado, o ar gelado acaba escapando por essas aberturas e o aparelho nunca consegue climatizar o ambiente de forma correta.

Essa prática aumenta o consumo de energia do ar-condicionado em até 20%, pois o aparelho tem que se esforçar cada vez mais para conseguir resfriar o ambiente, por isso é recomendado deixar todas as saídas de ar fechadas.

13: Contrate uma injeção de energia solar: Economiza até 15%

Produzir a própria energia solar é uma das formas mais eficientes de economizar na conta de energia, porém é um investimento muito alto. O que muitas pessoas não sabem é que existem empresas que produzem energia solar e revendem para consumidores finais.

Com essa compra, é possível economizar 15% em relação ao valor do quilowatt cobrado pelas concessionárias de energia.

14: Evite deixar eletrônicos em Stand-by: Até 12% de economia 

Aparelhos em Stand-by podem consumir até 12% a mais de energia em relação a um aparelho desligado diretamente na tomada. A opção é prática, mas não é econômica, pois o aparelho continua consumindo energia, mesmo que em menor quantidade.

Segundo o Inmetro, cada aparelho deixado em Stand-by aumenta até R$2 na conta de energia elétrica.

Desligar os aparelhos na tomada pode representar uma economia de até 12% em relação ao aparelho e não a sua conta por inteiro.

15: Tire o carregador da tomada, após o carregamento: Economize até 10%

É comum deixar o carregador na tomada, após o carregamento do celular, mas é uma prática que pode aumentar o consumo de energia em até 10%. Por isso, é importante só plugar os carregadores na tomada quando for usá-los.

Atente-se que essa economia diz respeito ao carregador de celular e não a conta toda, ou seja, não será aplicado esse desconto no valor total da fatura.

16: Pendure as roupas do varal, ao invés de usar a secadora: Economize até R$40 por mês

A secadora de roupas é um eletrodoméstico que possui um alto gasto de energia elétrica, sendo assim, seu uso deve ser racionalizado. No caso desse aparelho, ele pode ser trocado pelo varal de roupas, que usa apenas luz solar para secar as peças.

Essa troca pode significar uma economia de até R$40 por mês, dependendo que qual era o uso da secadora.

17: Pinte as paredes internas de cores claras: Uma parede clara absorve apenas 20% da luz recebida

As paredes absorvem a luz e o calor recebidos, porém esse processo é muito mais intenso em paredes escuras. Sendo assim, ambientes de paredes escuras absorvem muito mais calor e se tornam mais quentes, precisando de ar-condicionado e ventilador para resfriarem.

Já as cores claras, principalmente o branco, são recomendadas para esses ambientes, pois além de absorverem menos calor, deixam o ambiente mais iluminado, o que demanda menos luz artificial.

18: Evite deixar a porta da geladeira aberta muito tempo: gasto desnecessário

O princípio é parecido com o do ar-condicionado, pois a abertura da porta faz com que o ar gelado seja transferido para fora da geladeira e ela tenha que trabalhar mais para compensar essa perda.

Deixe a porta aberta apenas enquanto pega os alimentos e a feche imediatamente após isso.

19: Não seque roupas na parte de trás da geladeira: gera obstrução

Essa prática gera obstrução, pois abafa o sistema do eletrodoméstico. Dessa forma, o compressor tem que trabalhar mais, uma vez que a condensação não está sendo feita da forma adequada. Além disso, essa atitude pode acabar danificando o aparelho.

O melhor local para secar roupas é no varal, pois não há gasto com energia elétrica. Para dias chuvosos, é possível usar um varal interno, que fique dentro de casa.

20: Regule a temperatura da geladeira conforme o clima: refrigeração mínima no inverno

Durante o verão, é comum que a geladeira tenha que estar em uma temperatura mais baixa para poder gelar os alimentos de forma apropriada, no entanto não há essa necessidade no inverno, pois as temperaturas já estão naturalmente baixas.

Quanto menor a temperatura da geladeira, mais ela gasta energia. Por isso, durante o inverno, regule o termostato no nível de resfriamento mínimo.

21: Verifique a borracha de vedação da geladeira: troca deve ser feita anualmente

É necessário manter a borracha de vedação sempre em ótimo estado, assim se evita que o ar gelado do interior da geladeira saia para o ambiente e isso aumente o gasto energético do aparelho. A troca deve ser feita uma vez por ano para garantir que o produto esteja sempre em boas condições.

Para saber se a borracha está funcionando corretamente, basta verificar se é necessário fazer uma pequena força para abrir a porta.

22: Mantenha o filtro do ar-condicionado limpo: manutenção a cada 6 meses 

A poeira acumulada no filtro do ar-condicionado obstrui as vias e impede que o aparelho trabalhe de forma eficiente, pois ele força o aparelho a utilizar mais energia para conseguir resfriar o ambiente.

A limpeza deve ser feita a cada seis meses, por um profissional capacitado. Além da economia de energia, a limpeza dos filtros também diminui a transmissão de doenças pelo ar e aumenta a vida útil do eletrodoméstico.

Conclusão

Na minha opinião, com as dicas que demos hoje, é possível economizar bastante em sua conta de luz, o que faz toda a diferença no orçamento mensal da sua casa, principalmente em tempos de crise hídrica.

Todas as dicas são importantes e podem ser seguidas, mas as que mais terão impacto no valor final da fatura são as referentes à troca das lâmpadas pelos modelos de Led, os banhos mais curtos e juntar as roupas para lavar e passar, pois são as mais importantes. De forma geral, use o maior numero possível das dicas, pois assim o desconto será maior.

Destacamos que para ver uma diferença real na sua conta de luz, é necessário seguir essas dicas à risca, afinal não adianta usar um delas em um dia e negligenciar durante o resto mês. Resta apenas lembrar que as porcentagens de desconto informadas no texto são referentes aos tópicos em que foram apresentadas e não a toda a conta.

Conteudos

5 comentários em “22 maneiras de economizar energia: dicas práticas e eficientes  ”

  1. Estou pensando em comprar um ar-condicionado, estou pesquisando se vale a pena! obrigada pelas dicas!

    Responder

Deixe um comentário